Algumas Iniciativas

O Laboratório de Gestão surgiu a partir da disciplina Gestão do Desenho Industrial, introduzida no currículo do Curso a partir de 2005.

De lá para cá, alguns trabalhos podem ser destacados. O trabalho de conclusão de curso, em 2008, de autoria de Marcelo Kunde deu origem ao ‘Typo Gestão no Design’, um pequeno manual, que tem por objetivo orientar e auxiliar designers a empreenderem na vida como profissionais liberais ou empresários de design. Para Marcelo o manual visa “ser um referencial introdutório para estudantes e profissionais de design do Brasil, quando seus anseios são de tornarem-se empreendedores e/ou empresários de design”. Compreende, em suas 42 páginas, conceitos, questionamentos e quadros, como por exemplo, comparações entre vantagens e desvantagens em trabalhar como profissional liberal, empresário individual ou em sociedade, assim como os tributos de cada categoria”. O trabalho chegou a ser comentado por profissionais de renome ligados ao Design e à Gestão do Design, como Ligia Fascioni, Chico Homem de Melo e Ligia Inham que comentou: “Em uma linguagem clara e própria do jovem designer, Marcelo discorre em seu manual Typo Gestão no Design, o caminho das pedras para aqueles que pretendem empreender com seu próprio negócio. Demonstra a importância de um plano de negócios e instrui sobre as possíveis formas de atuação no mercado profissional, com seus desafios e suas questões legais”.

Em 2009, Carla V. Gianni, que em seu trabalho de conclusão de curso intitulado ‘Por que você não pensou nisso antes? Conscientização da Importância do Design no Meio Empresarial’, concebeu um site que busca promover uma reflexão sobre o design: o que é; onde é aplicado; quem é o profissional do design; qual a importância do designer – sobretudo o designer gráfico – para as empresas; de que maneira ele pode contribuir através das suas diferentes manifestações; entre outros.

Monique Pegoraro, em 2012, também em seu TCC, buscou levar os princípios e benefícios da gestão do design a uma pequena empresa local, para qual desenvolveu um suporte para portáteis destinado a locais de convivência.

Em seu TCC, Mariana M. Rocha, em 2013 aplicou conhecimentos de design estratégico no desenvolvimento de ações para sensibilizar estudantes universitários a fim de aumentar as doações de sangue no Hemocentro Regional de Santa Maria.

Em 2014, Marianna Caroline Z. Dutra utilizou conhecimentos de Design e Gestão do Design na definição de ações para a melhoria das ferramentas de trabalho, e, dos processos 3 produtivos e comerciais, de uma indústria de vestuário de pequeno porte localizada em Santa Maria.

Já em 2015, em seu trabalho de conclusão de curso, Andressa N. Carazzo desenvolveu um jogo metodológico com base nas propostas de Design Thinking e demonstrou sua utilização por meio do desenvolvimento de um mobiliário urbano para o público universitário da UFSM.

Podem-se citar ainda as empresas Pimenta Bis Estúdio e Luderia Jogos Digitais. A Pimenta Bis Estúdio nasceu em 2010, formada pelos desenhistas industriais – projetistas de produto Mariana Piccoli e Leonardo B. Brandi, como uma empresa que atua na concepção de produtos a partir de resíduos sólidos industriais. A ideia surgiu do plano de negócios desenvolvido e apresentado na disciplina. De acordo com os sócios, a certeza veio quando o plano de negócios classificou-se em terceiro lugar no Concurso de Start-ups de Design, realizado no Encontro Nacional de Estudantes de Design, em Curitiba, em 2010. Em 2011, a partir do trabalho de conclusão de curso de Mariana – que resultou em uma proposta de metodologia para projeto de produto a partir de resíduos industriais –, as primeiras concepções da empresa foram estabelecidas. E, após alguns cursos de aperfeiçoamento na área de administração e de gestão, o estúdio deu seus primeiros passos no final de 2012, sempre com o objetivo de reduzir a grande quantidade de lixo gerado, através da reutilização ‘temperada’ com design.

Fonte: facebook.com/pimentabis

Outra iniciativa que teve início a partir de um plano de negócios, apresentado na disciplina em 2011, foi a Luderia Jogos Digitais, um estúdio de desenvolvimento de games, focado no mercado de tablets e smartphones. Instalada na Incubadora Tecnológica de Santa Maria, junto à UFSM, até 2014, funcionava sob o comando dos três sócios: Cauã F. da Silva e Felipe Dal Molin – designers gráficos, e, Guilherme Ventura – programador. Alinhada com as tendências globais do desenvolvimento de jogos digitais, o negócio da Luderia é diversão digital de qualidade. O trailer de Carmachia, primeiro jogo da empresa pode ser visto aqui.

Fonte: playluderia.com


Fabiane Vieira Romano

Professora Associada e Chefe do Departamento de Desenho Industrial
Curso de Desenho Industrial – Bacharelado
Universidade Federal de Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil
Contato: fabiromano@gmail.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s