Novas tendências de marketing digital e comunicação

Desde dezembro de 2013 é realizado o evento Share em diversas cidades do Brasil, com a proposta de discutir marketing digital na prática. A edição do evento realizada em setembro de 2015, em Porto Alegre, reuniu profissionais de empresas consolidadas, em dois dias de palestras, falando sobre suas experiências e indicando novas ideias e tendências nas áreas de marketing digital e comunicação.

É comum nos eventos desta área que o design seja mencionado, especialmente quando existe alguma preocupação com inovação. O marketing e a comunicação têm uma relação próxima com o design, e esta relação pode ser vista em vários aspectos. Por exemplo, na criação tradicional de um anúncio, onde o designer atua como diretor de arte. Também na construção da uma marca e de toda a identidade visual de um produto ou empresa. Ou ainda no planejamento de uma campanha, onde o designer pode utilizar suas habilidades de liderança e metodologias para coordenar o trabalho de uma equipe.

Crachá do Evento Share

Estive presente no segundo dia de evento, que contou com as palestras de Larissa Magrisso, da Agência W3Haus, Ana Laura Mello, da Agência Remix Social Ideas, Felipe de Leon, da empresa Cadreon, Jean Boechat, da Agência Talent, Manuela Barem, do site BuzzFeed Brasil, Fernanda Pereira, da Agência África, Guilherme Coe, da rede McDonald’s, e Guilherme Alf, do coletivo Todo Mundo Precisa de um RP.

Durante as palestras deste dia foram apresentadas ideias sobre sinceridade por parte das marcas, criação de conteúdo, novos ritmos de interação, preocupação com pessoas e responsabilidade social.

Público do evento Share
Foto: Evento Share/Heryk Slawski e Daph Blaskoski

Para Larissa Magrisso, é importante ser honesto, e deixar claro para o público que, por parte das marcas, existem pessoas reais falando a verdade. Fernanda Pereira disse que atualmente as pessoas são mais desconfiadas em relação ao que é dito pelas marcas.

As marcas estão percebendo cada vez mais a importância da sinceridade em todo o discurso de sua comunicação, em uma relação de transparência com seu público. Vivemos hoje uma nova realidade em que, com o crescimento das mídias sociais, pessoas comuns conseguem manifestar abertamente suas opiniões pessoais online. Além disso, a maior velocidade de comunicação proporcionada pelas novas tecnologias torna possível que inverdades sejam rapidamente desmascaradas.

Algumas marcas estão investindo em marketing em tempo real, especialmente em grandes eventos, como a Copa do Mundo. Grupos com profissionais de plantão são montados em salas especiais para dar respostas instantâneas para o público, através das mídias sociais, criando uma interação em tempo real. Nessas situações, Larissa Magrisso destacou que é importante um grande planejamento e antecipação, combinados com uma grande capacidade de improviso.

Público do Share
Foto: Evento Share/Heryk Slawski e Daph Blaskoski

Tanto Ana Laura Mello quanto Jean Boechar salientaram a busca por relevância na vida das pessoas como um importante objetivo para as marcas. Larissa Magrisso destacou o caráter útil que as marcas podem desempenhar, com um conteúdo que faça diferença na vida das pessoas e uma mentalidade de pensar as pessoas em primeiro lugar.

Marcas estão investindo na criação de conteúdo interessante e útil para as pessoas, criando algo que o público queira assistir ou que ajude sua vida de alguma forma. Diferente da propaganda tradicional, que pode às vezes ser vista como inconveniente ou simplesmente inútil, este novo pensamento propõe que a comunicação pode tanto entreter quanto apresentar soluções para um problema.

Palco do evento Share
Foto: Evento Share/Heryk Slawski e Daph Blaskoski

Ana Laura Mello, Fernanda Pereira, Jean Boechat, Larissa Magrisso e Manuela Barem demonstraram em suas falas uma preocupação com o impacto que as mídias têm na cultura e na sociedade. Para Ana Laura Mello, a relevância cultural vem de uma ruptura social, e é indispensável que haja coerência entre os produtos e o discurso da marca. Fernanda Pereira indicou uma tendência de menos entretenimento e mais comprometimento, pois hoje não basta apenas divertir, como no comercial de televisão com final engraçado. Jean Boechat, que também trabalha com mídias socias para causas sociais, disse que se deve promover o empoderamento das pessoas para que elas possam fazer suas coisas.

As empresas devem estar conscientes de sua responsabilidade social, sabendo que tanto suas ações quanto sua comunicação têm a capacidade de reforçar ou modificar hábitos e pensamentos da sociedade, com impacto na vida das pessoas.

grupo de pessoas conversando no intervalo do evento Share.
Foto: Evento Share/Heryk Slawski e Daph Blaskoski

Foi um dia muito produtivo de palestras, e foi interessante observar como diferentes profissionais indicaram, em alguns pontos, soluções que seguem em um mesmo sentido. As próximas edições estão sendo organizadas, e para acompanhar mais informações, você pode acessar o site do evento Share.


Bruno Ruchiga
Acadêmico do Curso de Desenho Industrial
Universidade Federal de Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil
Contato: brunoruchiga@gmail.com

Anúncios

Você sabe o que é Portfólio?

Portfólio é uma coleção de trabalhos de uma empresa ou de um profissional, o termo vem o italiano “portafoglio” pois no século XVIII artistas usavam uma espécie de pasta para carregar suas folhas e trabalhos, logo virou sinônimo de coleção de trabalhos.

Atualmente o portfólio é uma ferramenta muito importante para todos os profissionais que desejam mostrar algo além do currículo, um recurso muito usado pelo pessoal da área da comunicação por exemplo. Para um designer é muito importante ter um bom portfólio, por meio do qual pode demonstrar seus conhecimentos, capacidades e habilidades, focando no que faz melhor, seja ilustração, renderização, domínio de softwares, etc.

Um portfólio pode ser apresentado mais especificamente de duas formas, impresso ou digital, O que vem a sua cabeça quando falamos em digital? Exatamente, algo online, o portfólio digital facilita o contato com a empresa onde você quer trabalhar, porque ao invés de enviar algo físico, ou levar pessoalmente no dia entrevista, quem sabe até em uma conversa informal, é mais prático enviar o seu arquivo ou link onde está demonstrado o seu trabalho e potencial.

Behance? É uma plataforma gratuita para apresentar e encontrar trabalhos criativos. Muitas empresas encontram o profissional adequado para suas demandas projetuais neste tipo de plataforma. Por lá você pode fazer muitos contatos, com outros designers e apresentar de forma eficiente o que faz de melhor.

Como fazer um Behance? Basta criar uma conta pela Adobe, e, caso você já tenha uma é mais fácil ainda, basta informar apenas seus dados e já poderá criar seu portfólio digital. Lembrando sempre que não é como seu Facebook, Instagram ou outra rede social informal, pelo Behance muitas pessoas terão a famosa “ primeira impressão” de você e de seus trabalhos.

É importante escolher uma boa imagem para o perfil, pode ser uma marca pessoal, uma foto sua ou ilustração que lhe represente.

Se optar por uma foto sua é importante ter uma boa resolução, não utilizar fotos recortadas − por exemplo aquela foto que está linda mas tem um amigo(a) com as mãos em seus ombros −, usar uma foto recente é fundamental e dar preferência por uma que não tenha sido usada antes. As vezes vale a pena investir em um fotógrafo.

Exemplo: https://www.behance.net/ruobingli

A marca pessoal também deve possuir boa resolução, ser bem apresentável e ao contrário do que pensam ela precisa sim também lhe representar.

Exemplo: https://www.behance.net/aeiko

Uma ilustração no perfil também funciona super bem, ainda mais quando o profissional possuem características e traços bem marcantes e que ele seja reconhecido por isso, também pelas cores usadas em seu trabalho, possivelmente até o tema utilizado.

Exemplo: https://www.behance.net/vladimirsartdesign

A biografia no Behance é tão importante quanto em outro local. Pode parecer difícil falar de si mesmo, mas as pessoas desejam também conhecer um pouco de sua história, formação acadêmica, até mesmo hobbies e interesses, também vem a calhar falar sobre experiências profissionais e caso não fique extenso demais, é válido colocar locais onde já trabalhou, ou para quem. Fique “ligado” em erros de ortografia e gramática, revise antes de publicar, pois é mais um artificio para atrair trabalho.

Exemplo: https://www.behance.net/sandrineandmichael

Além do Behance você pode ter um site, o que é uma ferramenta incrível se souber como utilizar. Seguem alguns sites com portfólios incríveis.

ESCOLA FREELANCER: http://www.escolafreelancer.com/exemplos-de-portfolio/

Neste link você pode encontrar 20 exemplos de portfólios muito bons e de diversos segmentos dentro do design.

FÁBIO LOBO: http://fabiolobo.com.br/10-modelos-de-portfolio.html

Neste post ele fala sobre como montar um bom portfólio e dá exemplos dentro da fotografia, ilustração, pintura, etc.

CURIOSANDO: http://curiosando.com.br/exemplos-de-portfolios/


Nicolly Voigt Rodrigues
Acadêmica do Curso de Desenho Industrial
Universidade Federal de Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil
Contato: nicolvrodrigues@hotmail.com